28 de novembro de 2013

excertos

"As pessoas que dizem que o tempo cura tudo sabem que não é assim tão fácil. Sabem que o tempo não é apenas distância. Sabem que o tempo, quando se junta a um grande amor, faz outra coisa: aproxima. E é essa aproximação que transforma a dor da ausência na companhia eterna da saudade.
É o tempo que nos volta a trazer a pessoa amada que partiu. E trá-la de uma uma forma que não sofre nem morre, portátil e interior, renovando-se dentro da nossa alma como um feliz sossego que nada ou ninguém - nenhuma doença; nenhuma distância, nenhuma traição - pode atingir ou inquietar.
O tempo cura porque aproxima o amor do amor. O tempo purifica a saudade, mas, ao mesmo tempo, dá-lhe vida. A pessoa que se perdeu encontra-se e reencontra-se. sempre diferente da última vez que se esteve com ela, nunca estática, nunca decadente, tão fluída e vivida e essencial como o sangue que nos corre nas veias."

Como é Linda a Puta da Vida, Miguel Esteves Cardoso