17 de dezembro de 2012



Ai este cheiro a Natal que não me deixa. Que me possuí de tanto gostar dele e de tanto o querer penetrar. Mas hoje ainda não é o dia. Está quase. Q-u-a-s-e. Família, perdoem-me, em breve estarei em casa para vos fazer sorrir.

Sem comentários: