14 de junho de 2012

O meu coração a bater pelas recordações e pelo teu lado fascinante! Bela merda. Estou a perder dias de vida. Mas fodasse, tenho de ser forte! Não posso ser sempre eu a burra.

Sem comentários: