20 de julho de 2011

No Teu Deserto


"Gostei tanto de te ter encontrado, não me deixes agora... Não me deixes à beira do poço: ouve, não me faças nunca acordar destes dias, destas manhãs geladas na areia, dos teus resmungos de sono e má disposição (...). Não me acordes agora, não me fales alto antes de me falares ao ouvido, não me tragas de volta do deserto."

in No Teu Deserto, Miguel Sousa Tavares

7 comentários:

s. disse...

muito obrigado!

» ana almeiida disse...

adoro o testo esta lindo gosto muito do teu blogue vou seguir :b
Ps: segue o meu tambem se gostares

Cath disse...

este livro é leve e deixa frases gravadas na memória. este excerto é um bom exemplo disso.

Ás de Copas disse...

que citação maravilhosa *.*

nii disse...

amei por completo todo o blogue , já não vinha cá há imenso tempo *___*

e vou roubar a citação ! :)
beijinhos **

Vanessa ൪ disse...

Tenho de ler este livro, já o tenho aqui à algum tempo :)

PR" disse...

Eu não sei se foi a ti que já disse, mas eu gostei tanto deste livro *.*