1 de julho de 2011

eu não te queria perder, mas tu não me deixaste outra hipótese


Hoje, mais uma vez, daria tudo para que as coisas tivessem sido diferentes. Tenho vontade de voltar atrás no tempo e mudar destinos, traçar objectivos e metas e, acima de tudo, apagar palavras cruéis e frias. Palavras que senti como facas espetadas no peito, palavras que me passaram por cima sem piedade!
Por mais que te diga, acho que nunca percebes que tenho mesmo muita pena que tudo tenha levado o rumo que levou. E, sinceramente, nem sei se sou mais feliz assim ou contigo. Mas de uma coisa eu tenho a certeza, eu seria capaz de fazer o sacrifício de viver todos os meus dias com mais uma mágoa ou menos um sorriso, mas sabendo que estavas ali, disposto a dar-me o teu ombro amigo ou as tuas palavras de conforto. Sabendo que, apesar de tudo, estarias ali como um amigo firme e constante a quem eu pudesse recorrer em qualquer altura. Mas ambos sabemos que isso não era verdade. Tu nunca estiveste aqui em qualquer altura. E é por isso! É por isso que me custa aceitar-te! É por isso que me custa chamar-te «amigo». Porque não é justo que eu faça todos os esforços do mundo e te trate como um amigo quando tu não o és capaz de ser.
Por isso, ou és tu a tomar decisões ou então esquece! Porque eu não mexo nem mais uma palha por nós! 
E já muito tempo gasto eu quando te escrevo! Tempo demais! Porque não te escrevo só aqui. Eu escrevo para ti em todo o lado. Aqui ou noutro blog, em cadernos ou em folhas soltas! Mas pelo menos podes ter a certeza de uma coisa: ao contrário de ti, eu nunca me esqueci de ti e muito menos de nós!

11 comentários:

Vanessa ൪ disse...

Gostei *

joanarocha disse...

tem força minha linda. eu sei que custa, mas tens que tentar ser forte :$

incógnita disse...

a vida por vezes não nos deixa outra hipótese..por muito que lutemos para que tal não aconteça

RuteRita disse...

sabes ? adoro imenso ; amo. e a imagem está perfeita !

Rute Maia disse...

mudavamos sempre alguma coisa, não é?! btw, gosto e acima disso, entendo este texto*

lara disse...

eu tenho vontade de voltar atrás todos os dias da minha vida mas, ao mesmo tempo, avanço no tempo. força

L' disse...

sim, acredita ;)

Rute Maia disse...

não tenho medo em errar, até agradeço, pelas lições que tiro depois (:

lara disse...

não fossemos todos nós humanos, não é ?

Rute Maia disse...

exacto, querida! e temos de ser mais fortes que o medo, e que tudo!

Rute Maia disse...

é sim!