22 de março de 2011

R.I.P. Artur Agostinho



Devemos optar por chamar-lhe radialista? Ou jornalista? Ou escritor? Ou será mais correcto chamar-lhe actor? Boa pergunta, não é? De facto é incrível como este senhor tinha tantas capacidades e como conseguia fazer tudo de forma tão perfeita. Infelizmente, não mais voltaremos a ouvi-lo na rádio, a vê-lo na televisão ou a ler um livro dele futuramente editado.
"Morreu Artur Agostinho e uma parte da história da rádio.", com muita pena minha, vossa, de todos os portugueses e amantes do trabalho deste senhor. Resta-nos preservar o seu trabalho e as memórias que temos dele, honrá-lo e recordá-lo com a alegria que tantas vezes nos proporcionou.

Até já, Artur Agostinho.

- estive a tarde toda a estudar para o teste intermédio de português de amanhã e já estou tão farta! Vou rever tudo e depois atacar os livros de história -.-
maldito 2º periodo que parece que nunca mais acaba!

7 comentários:

susana disse...

É verdade, deixou-nos alguém que parece que sempre viveu e que sempre vai estar vivo...

PauloSilva disse...

Até já... :x

● mariliaqueiroz ● disse...

é bem capaz.
mas a Pink é a cantora a quem eu mais me comparo.

- m a f a l d a f e r n a n d e s ♥ disse...

era um grande senhor *

- m a f a l d a f e r n a n d e s ♥ disse...

mesmo *-*

Marta ☮ disse...

grande Homem!

PR" disse...

Era qualquer coisa de fantástico. RIP