25 de novembro de 2010

"A fidelidade"

"Não, tu só vês o que eu mostro e não consegues ver para além do que vês. Vês-me fugir ao teu olhar, ao teu encontro, à tua presença. Vês-me longe e alheia, como se tu não fosses para mim mais do que uma história infeliz e acabada. Mas não me vês olhar-te disfarçadamente, quando sei que não o esperas. Não vês o terror com que espio as outras mulheres aproximarem-se de ti. Não dormes comigo à noite quando eu me volto e torno a voltar na cama, buscando um sono que te apague de mim, que afaste as perguntas que então me devoram: «Onde estará ele agora? Estará sozinho em casa, sofrendo por minha causa? Estará acompanhado dando a outra mulher o que eu já não tenho dele? Como fará ele amor com outra mulher? Como o pode?» (...) Não, meu amor. Não quero ver o teu olhar triste e magoado que me acusa, sem defesa, que me condena, sem entender. Tu não entendes, mas eu preciso da tua força para sobreviver. Preciso de ver o teu sorriso espantado e terno, como se tudo fosse novo e claro, o teu riso inesperado e selvagem, que contagia todos à roda. (...) Quero-te vivo e igual a ti, como sempre te vi e te amei, para sentir-te ao meu lado para sempre, por maior que seja a distância física que críamos, a indiferença que tu imaginas que tenho e nunca tive nem terei. (...) Vejo-te à deriva e perdido e não te posso ajudar porque tenho de me ajudar a mim. (...) Foi a mim que eu fui destruindo, lentamente. Sofrendo com a tua presença e sofrendo com a tua ausência. Sofrendo por tu existires na minha vida e sofrendo pelo terror de saber que tinha de te perder, no fim."

A fidelidade (II), Miguel Sousa Tavares



12 comentários:

Queu disse...

A minha fotografia é mais bonita do que a tua xb

PauloMitchell disse...

Adorei este textinho - cheio de sentimento e esperança :)

Mariana disse...

i'm speechless

jo disse...

estou sem palavras! adorei, e enquadra-se numa fase da minha vida.
este homem sabe umas coisas.

Vanessa disse...

tm cerca de 800 pág xD
Gosteii do excerto *

Vanessa disse...

mas parece ser um bom livro

lara disse...

uaau :o

- joanarocha disse...

est lindo *.*

Sara Martins disse...

meu amor, que saudades!

adoro este texto do Miguel . <3

Cath disse...

adorei essa primeira frase!

Sara Martins disse...

meu amor, de nada * são gostos * :)

Rita da Maçaroca disse...

Está qualquer coisa de especial. São palavras que mexem muito aqui por dentro :S