24 de outubro de 2010

22# Carta para alguém a quem queres dar uma segunda oportunidade.

Eu prometi que quando tivesse um tempinho te escrevia algo mais profundo, e como sou mulher de palavra vou aproveitar esta carta para o fazer.
Talvez aches estranho o título da carta, mas no fundo o que eu fiz foi mesmo dar-te uma segunda oportunidade. Eu expus-me à possibilidade de me magoares mais uma vez, e fiz-o porque tens valor suficiente para eu estar disposta a tal. Se não tivesses, eu não te perdoaria e poupar-me-ia à possibilidade de me magoares de novo. Mas como sei que estás arrependido, quero acreditar que nada como ou parecido ao que se passou vai acontecer. Espero que tenhas noção de que estou a confiar em ti plenamente e isso é de louvares da minha parte. E eu sei que louvas.
Dei-te uma segunda oportunidade, primeiro, porque todos merecem. Segundo, porque não quero que fiques com a impressão de que sou uma pessoa arrogante, vingativa e rancorosa. Terceiro, porque te quero provar que sou amiga dos meus amigos quando estes merecem. Mas acima de tudo, porque eu sei que não conseguiria esquecer-te e se estivesses distante seria pior. Espero que saibas aproveitar esta segunda oportunidade, até porque já reparaste que eu estou disponível para te ajudar em tudo o que precisares. E nunca hesites... Nunca hesites em pedir seja o que for. O que eu puder fazer por ti, farei.
Só quero e espero que as coisas continuem como estão. Ainda é tudo muito recente, mas se soubermos lidar um com o outro nada se irá romper. Muito pelo contrário, fortalecer-se-á cada vez mais. E é isso que eu quero, acima de tudo. Quero que as coisas melhorem aos bocadinhos e que não sigam o caminho do esquecimento... Quero que confies em mim cada vez mais e mais; quero que saibas e sintas que enquanto eu existir tu nunca estarás sozinho; quero que percebas que te quero ajudar e hoje em dia não podemos desperdiçar amigos verdadeiros nem recusar ajudas, porque amigos até podemos ter muitos, mas amigos verdadeiros são poucos e são  menos ainda os que estão sempre dispostos para ajudar... O que eu quero dizer com isto é que, claro que te caberá a ti perceber isso, quando as pessoas são verdadeiras comigo eu também sou verdadeira com elas. E se fores verdadeiro comigo, podes ter a certeza que vais agradecer o facto de eu ter aparecido na tua vida, garanto-te.
Lembra-te de mim sempre que precisares de um ombro amigo, lembra-te de mim sempre que assim calhar (...) lembra-te de mim, mas esquecer... nunca me esqueças. Ou melhor nunca te esqueças de tudo isto que eu aqui te escrevi. É sincero e com carinho. Porque até mereces. E espero que mereças muito mais daqui em diante, será bom sinal
Obrigada, R.


"Quando te doer olhar para atrás e te der medo olhar adiante, mira para a esquerda ou a direita e ali estarei, a teu lado."

4 comentários:

catarinapeixoto * disse...

ahahah , sabes como é (;
saio a tiiiiiiiiii , :b
amo-te <3

Anónimo disse...

nao te preocupes que eu nao te vou desiludir......
OBRIGADO PELO TEXTO RF

Vanessa disse...

Lindoo :)
O livro do Miguel Sousa Tavares é bom?

Beijinho *

Sara Martins disse...

está linda a carta, pequena <3